Dr. Estranho e Homem Aranha

Homem Aranha Sem Volta Pra Casa: Tudo o que aconteceu de importante no filme

Homem Aranha 22 de Dez de 2021
Dr. Estranho e Homem Aranha
Dr. Estranho e Homem Aranha

Não há personagem nos quadrinhos da Marvel que tenha recebido mais versões de filmes de ação do Homem-Aranha. Eu acredito que agora, todo mundo já viu, ou pelo menos sabe cada um deles existe. Ainda me lembro como era assistir a Sam Raimi e seu Tobe Maguire.

Eles são sempre carismáticos e carregam o peso do homem aranha, criados por Steve Ditko e um Stan Lee ai que quase conhece "hehe". Antes de Kevin Feige lançar o Universo Cinematográfico Marvel, convidando Jon Favreau para dirigir o Homem de Ferro, por muitos anos, Tobey Maguire foi uma referência única do público como o Homem-Aranha no universo de heróis.

Com o fim da trilogia de Raimi, os planos para o novo filme estavam sendo planejados. Em apenas 5 anos, o Homem Aranha voltou em " The Amazing Spider-Man", desta vez interpretado pelo nosso querido Andrew Garfield, mas com muita injustiça pelo fato de que ficamos comparando os filmes deles com os do Sam Raimi, sendo que cada filme se passa em um “universo” diferente, e sua desvantagem é que ele não pode completar sua própria trilogia.

Desta vez, nem tiveram tempo para respirar. Após longas, exaustivas e caóticas negociações, a Sony, que ainda é dona dos direitos de adaptação do homem aranha nos cinemas, emprestou o herói ao UCM de Fiege, nos apresentando então Tom Holland como o novo homem aranha

Entre os eternos debates de fãs apaixonados, talvez a briga para decidir qual a melhor interpretação do Homem-Aranha seja maior do que Star Wars e Star Trek; Marvel e DC; ou a destruidora de amizades… bolacha ou biscoito.

Particularmente, tenho uma predisposição a gostar mais de Maguire, não só porque foi a da minha infância, mas porque Sam Raimi é de longe o diretor com a maior criatividade para transições e movimentos impossíveis da câmera, além de uma identidade visual bem marcante – e se formos ser bem honestos, a duologia de Andrew Garfield só é lembrada mesmo por conta do próprio ator.

O maior sinal disso é que ninguém faz referência a ela como a “duologia do Marc Webb”, já que não há muito de novo na direção dele.

Depois dessa breve explicação vamos aos fatos, o que realmente acontece nesse novo Filme do Homem aranha? E quais rumores foram confirmados durante o filme? está preparado? Então pegue aquela pipoca porque vou abordar os principais pontos do filme.

Alerta de Spoilers a partir daqui!
Considere-se avisado, agora é por conta e risco de você mesmo!

Vamos Ao Que Interessa

Cena do Filme: Homem Aranha Longe de Casa
Cena do Filme: Homem Aranha Longe de Casa

Homem-Aranha: Sem Volta Pra Casa começa do exato momento do final do filme anterior, todos sabem a identidade secreta do herói. Não deve ser um grande problema, porque as únicas pessoas que é importante para Peter Parker, MCU, já sabe que ele é o Homem Aranha.

Basicamente todos os outros heróis não ocultaram deliberadamente sua identidade. Mas quando consideramos que Peter Parker foi denunciado e acusado da morte do Mistério, essa "inconsistência" é até compreensível. Depois de ser questionado por todos, Peter encontrou um advogado, e fomos apresentados ao Rumor muito discutido e sim, Charlie Cox apareceu.

Seja necessário ou não, é ótimo ver como Charlie Cox foi usado pela Marvel depois que a grande série Demolidor foi cancelada. Ele teve poucos minutos de exibição, mas foi o suficiente para mostrar a grandiosidade do filme, sem a promessa de ser uma narrativa comum, mas um evento que serve quase como uma recompensa para quem tem assistido aos filmes do Aranha por tanto tempo.

No entanto, não demorou muito para sermos apresentados ao evento que começou a realmente empurrar a trama. Naquela época, Peter teve uma ideia brilhante e consultou o Doutor Estranho para ajudá-lo, fazendo o mago efetuar um feitiço que pudesse apagar a memória de todos que sabem qual é a identidade secreta de Peter Parker.

O Doutor Estranho concordou em lançar o feitiço, mesmo ignorando o aviso de perigo de Wong, durante o feitiço Peter interrompeu a atenção do mago, o que fez com que todos que conheciam a identidade do Homem-Aranha de diferentes partes do multiverso viessem a saber sua real identidade. Embora esta seja facilmente a parte mais desinteressada do filme para o público ansioso pelo próximo festival de Fan Service.

Mas não se engane, Watts ainda é um diretor com alguns vícios previsíveis, como o fato de ter que terminar toda cena dramática com uma piada que o faça perder peso, ou mesmo usar a câmera, onde falhou onde não deveria.

A imagem do aranha voando pela cidade sempre foi um destaque nos filmes de Maguire e Garfield, mas as imagens pesadas em CGI e a câmera assustadora de ângulo amplo deixaram Tom Holland quase preso no quadro. Imagem estreita, não tão livre para se mover.

Talvez a única cena em que o CGI de Watts e o jogo de câmeras tiveram sucesso foi a batalha entre o Homem Aranha e Dr. Estranho, que dependia muito de efeitos visuais, então parece que quase todo o orçamento da série foi dedicado a esta cena.

O Novo E Mais Crescido Peter Parker?

Peter Parker - Homem Aranha
Peter Parker - Homem Aranha

A decisão de matar a tia May (Marisa Tomei) pode fazer parte do "pedido de desculpas" do filme, mas não só atua como uma forma de impulsionar a trama, mas também tem um tema que fortalece uma rivalidade.

Comentários nunca foram realmente mencionados em Filmes anteriores de Tom Holand: A Ética do Homem-Aranha. Tio Ben é o personagem responsável por enviar Peter em uma jornada de vingança, forçando-o a confrontar o verdadeiro significado da frase "Com Grandes Poderes Vêm Grandes Responsabilidades", e até mesmo ... ambientada durante a Guerra Civil, mas nunca realmente explorada.

Porque não importa se o público se cansa das histórias de origem, o Homem-Aranha é essencial porque não é apenas para ver como ele ganha seus poderes, é uma história que automaticamente apresenta o dilema de Peter Parker, o homem aranha

Vou Fazer Você Chorar

Cena do Trailer: Homem Aranha sem Volta Pra Casa
Cena do Trailer: Homem Aranha sem Volta Pra Casa

Com uma quebra no multiverso, temos o retorno dos principais vilões do homem aranha, não apenas uma versão deles, mas a versão exata que vimos nos outros filmes, e isso cria um inferno na terra.

O curioso é que a maioria deles é bem aproveitada na maior parte do tempo, o que eu não esperava, considerando o fato de que os filmes do Homem-Aranha nunca funcionam quando estão cheios de personagens.

Sem Volta Para Casa marca o retorno dos dois principais vilões de Tobey Maguire e Andrew Garfield, interpretados pelos mesmos atores, com Alfred Molina retornando como Otto Octavius, que tem mais tempo na tela para interagir com os personagens, independentemente da nostalgia.

Com o choque recebido na cena, Molina parecia feliz e muito animado em rever seu personagem, o que me levou à minha cena preferida do filme, uma rápida troca de Otto com Peter Parker de Maguire. - Admito que ver Molina chamando Tobey Maguire de "filho" é demais para mim.

Se Molina parece confortável no papel, Willem Dafoe é tão aterrorizante como sempre com seu Norman Osborn / Duende Verde, até então apareceu sem a máscara, porque apenas o próprio ator Willem Dafoe é mais assustador do que qualquer um imaginou.

Ele consegue fazer qualquer coisa, além de assumir o papel de maior ameaça, para a maior tragédia do filme e este novo Peter Parker. Jamie Foxx, de volta como Max / Electro, ainda está tão deslocado quanto antes e com uma das dinâmicas mais fracas, mas pelo menos o visual não é tão ridículo quanto no filme anterior.

Isso deixa alguns vilões, o primeiro sendo Dr. Connors / o Lagarto, que está em sua forma mutante e é tão pouco usado que o ator quase não aparece. Más apareceu em segundos - ele deve estar lá na sala de recepção, na frente da cortina verde.

O segundo é o Homem Areia / Flint Marko, que passou por sua redenção em Homem-Aranha 3, e o roteiro ainda tenta criar uma desculpa para ele fazer parte do "Time do Mal" (quase Sexteto Sinistro), mas isso é uma justificativa apressada, então ele é o único vilão a voltar e  sua conclusão original foi bagunçada, ao contrário das outras.

Caso contrário, eles são extensões compreensíveis da maioria do que eles fizeram em seus respectivos filmes. Como você pode ver, Molina e Dafoe têm mais espaço no enredo e são os responsáveis ​​pelas cenas mais emocionantes do filme; No entanto, é outro crédito para os filmes de Raimi, que apresentam personagens bem desenvolvidos que fazem “No Way Home” com a tarefa fácil de explorar dramas antigos.

Agora, vamos para o que interessa a todo mundo.

Um É Bom, Dois É Ótimo, Três É Fan Service Total

Os Três Homens Aranha
Os Três Homens Aranha

Muito do sucesso deste filme se deve ao suspense em torno do possível retorno dos Homens-Aranhas anteriores, Tobey Maguire e Andrew Garfield. Como mencionei alguns parágrafos atrás, “Ainda bem que avisei que ia ter Spoilers desde o Começo”, e é uma grande satisfação ver esses atores reprisar seus papéis.

É claro que as cenas mais emocionantes envolvendo os três se devem mais à nossa admiração com eles do que ao próprio roteiro de “Sem Volta Para Casa”. Cenas de comédia, como a de Maguire, quando Garfield admite que sua aranha é "espetacular", são engraçadas e funcionam devido ao contexto que temos com o elenco e os personagens.

Também há falas de filmes anteriores, e os reencontros são um ótimo mecanismo para nos fazer chorar de nostalgia por esses personagens, mas não por causa da história de “No Way Home”.

Quando Maguire se reúne com Molina, de longe minha sequência nostálgica favorita, dá para sentir o peso dos personagens e como os atores parecem ter ficado realmente comovidos com a reunião.

Talvez o maior sucesso de todos os retornos deste filme, pois mudou os finais de filmes anteriores, como dando um final mais digno e dramático ao “Andrew Garfield” sobre Peter.

Podemos aceitar que os filmes estrelados por Garfield não têm os melhores roteiros do mundo, mas a forma como sua jornada é finalizada sempre foi injusta e “No Way Home” consegue incluir algumas linhas para encerrar algumas histórias.

A história do Homem-Aranha é de tirar o fôlego, assim como uma sequência rápida, mas significativa, na qual ele salva MJ (a própria Zendaya) de uma queda e fica feliz e emocionado por ter feito o que não pôde com a sua “MJ” em seu próprio filme.

Novamente, este é um momento emocionante para os fãs, embora a emoção só entre em jogo graças ao nosso relacionamento com os filmes anteriores.

Quanto a Maguire, seus filmes já foram concluídos primeiro e não há muito a ver com seu personagem aqui além de usá-lo como um sábio e felizmente membro do grupo. Eles mantiveram sua Aranha consistente com a versão de Sam Raimi, especialmente durante a batalha final contra o Duende Verde de Willem Dafoe, quando "Peter Maguire" impediu "Peter Holland" de se vingar.

Em um filme de Jon Watts, que não pode durar dois minutos sem ação espontânea e piadas, é bom ver aquele breve momento de silêncio e conversa entre personagens usando apenas olhares

Com Grandes Poderes...?

Homem Aranha
Homem Aranha

Nos minutos finais, temos um gostinho de como o Homem-Aranha será no MCU, essencialmente um retrocesso ao eterno status de Peter Parker, sem dinheiro e sem amigos.

Por um lado, é ótimo ver que "Peter Holland" não depende mais de Tony Stark para sobreviver, e decidir deixar os amigos sem memórias como uma forma de se sacrificar por aquele que ele ama é o que o Homem-Aranha mais faz, mas não posso deixar de pensar que é quase um pedido de desculpas para alguns fãs mais antigos que não suportam ver um Peter Parker diferente e mimado.

No final, a câmera até exibiu uma máquina de costura só para dizer que o Homem Aranha do futuro está construindo seu próprio uniforme.

É ótimo ver uma versão mais independente da personagem, mas do jeito que só acontece  no terceiro filme, aos "45 do segundo tempo", é como o típico "controle de qualidade" da Disney como se ela repreendesse a Sony e colocasse para assumir a responsabilidade de agora em diante. É um futuro diferente, mas ao mesmo tempo é um caminho familiar.

Antes de encerrar este capítulo, coloquei este pequeno parágrafo de lado para mencionar as cenas pós-créditos de Homem Aranha. A segunda é um trecho de Doutor Estranho em "Multiverso da Loucura", que não tem nada a ver com esta análise porque não está diretamente relacionado ao Homem-Aranha, mas sabemos que vai dar continuidade.

Porém, a primeira cena levou Eddie Brock (Tom Hardy) e Venom ao bar e descobriu tudo sobre o universo do Homem Aranha de Tom Holland, mas ele logo voltou à sua dimensão, deixando uma parte do simbionte. Eu posso ver que a Sony vai continuar sua ideia de fazer filmes com personagens do mundo do Homem-Aranha, sem necessariamente ter o “Herói” como protagonista.

Conclusão! Foi bom ou deixou a desejar?

Os Três Peter Parker - Homens Aranhas
Os Três Peter Parker - Homens Aranhas

Não é exagero dizer que Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa é um evento tão grande, senão maior, que Vingadores: Ultimato.

A batalha contra Thanos é a culminação de 10 anos de filmes no MCU, mas a bagagem de Homem-Aranha é bem maior, quase o dobro disso, e mais de uma geração com fortes emoções pelos atores e personagens.

Por mais que seja dirigido por Jon Watts, não tenha um enredo tão consistente e necessite de 20 anos de contexto para ter o efeito completo, o terceiro longa estrelado por Tom Holland é a experiência máxima para quem abordar esse filme mais como um evento para fãs do Homem-Aranha.

Se é pra ser um parque de diversões, Sem Volta Para Casa é um daqueles em que você pode até esquecer os brinquedos, mas lembra da alegria que foi passar aquele dia com seus amigos. E isso nem sempre precisa ser visto como algo negativo.

A proposta da Marvel é exatamente essa, ser uma experiência própria, uma espécie de ‘série’ que atravessa diversas salas de cinema, nem que ela precise forçar outros filmes a sair do caminho.

Não é exagero dizer que Homem Aranha Sem Volta Pra Casa é equivalente, senão maior, do que Vingadores Ultimato. A batalha com Thanos é o culminar de 10 anos de filmes no MCU, mas a bagagem do Homem-Aranha é muito maior, quase o dobro, e ao longo de uma geração com emoções intensas para os atores e personagens.

Por mais que tenha sido dirigido por Jon Watts, sem um enredo tão coeso e levando 20 anos de ambientação para o efeito total e esperado, o terceiro longa-metragem estrelado por Tom Holland é uma ótima experiência para quem está abordando este filme mais como um evento de fãs do Homem-Aranha.

Se é para ser um parque de diversões, então Homem Aranha Sem Volta Para Casa é um lugar onde você pode até esquecer os passeios, mas lembre-se de como é feliz passar o dia com os amigos. E isso não é visto como negativo.

A Marvel é exatamente essa, ser uma experiência completa, uma espécie de "série" que atravessa da cinemas, mesmo que você tenha que espremer filmes outros.

Esse foi o resumo completo de mais importante que acontece no futuro no filme, o que será do daqui pra frente? Só a Marvel e a Sony e nós que somos fãs só nos reconstruímos teorias.

Etiquetas

Felipe Martins

Opa! Redator e cofundador desse site. Amo tudo que envolve Series, Animes, Mangás, HQs, Filmes e tudo que envolve o mundo "Geek e Nerd" E isso me fez querer criar meu Canal no YouTube e esse Site.